8.31.2009

Meus babies

Esses são os meus sobrinhos-netos, gente. Essa gangue não é fácil, são uns arruaceiros!
Tão com 25 dias e hoje, pela primeira vez, experimentaram aguinha.
Os dentes tão quase pra nascer e a gengiva tá coçando; agora, apesar de banguelos, eles mordem, rosnam e juram que são feras apesar de mal conseguirem ficar de pé.
Eu sempre fui apaixonada pela cachorrada em geral, mas olha, esses quatro... Sinto como se fossem meus filhos!
video

8.25.2009

Eu não tenho um post


Só tenho uma foto do Bonamassa e eu sou completamente a-pai-xo-na-da por ela [e por ele mais ainda]!

8.20.2009

Povo brasileiro!

Este post não é bem um post. Não tem texto bonito, nem historinha pra contar.
Vim apenas comunicar a qualquer um que se interesse que eu estou passando por mais um dos meus lapsos de falta de palavras - e peço mil perdões por isso - mas que tive uma idéia numa dessas madrugadas de insônia atrás: postar em vídeo. Sim!
Às vezes eu tenho coisas a dizer, mas o cérebro não processa a informação e os dedos não ajudam, como muitos de vocês já sabem. Nem a música ajuda. Nem o MSN. Nem o Orkut. Daí surgiu a idéia de postar em vídeo: o vídeo eu faço quando não estou na frente do computador.

Postando em vídeo eu não tenho que ficar me perguntando se o português tá legal e compreensível, ou se a porra da acentuação está correta (e na maioria das vezes não está mesmo, mas eu sinceramente não ligo muito). Também no vídeo eu posso colocar um pouco mais do humor ácido que meus dedos não sabem descrever, posso usar minhas gírias, meus sotaques misturados herdados dos lugares por onde eu passei, posso aplicar com a entonação correta as minhas palavras inventadas, usar meus palavrões de costume e, principalmente, dar um tostão da minha voz para vocês. Hahaha!

Bom, é isso.